SEMINÁRIO

DIREITO AO CORPO NA CIDADE

Sobre os Cárceres Corpóreos e os Mapas de Ação

O Seminário do Direito ao Corpo na Cidade é um ciclo com encontros de agosto a outubro de 2018, inter e trans disciplinar aberto a debates, vivências e ações na cidade, que pretende pluralizar narrativas em direitos humanos como campo de trabalho, subsidiar o corpo como entendimento principal, e como viés de política pública, sugerir novos caminhos e relações para repensarmos o desafio da crise urbana.

Agosto / Setembro / Outubro

PROGRAMAÇÃO

A Programação se expande por 9 Estações – Territórios; na Câmara dos Vereadores, UFRJ, UERJ, UFFFioCruz, Ocupação Manoel Congo, CUT, Centro Coreográfico, Associação Cultural Panorama, SEAP-Secretaria de Administração Penitenciária, Teatro Municipal de Niterói, entre outros, com ações em diversos espaços públicos no Rio de Janeiro, Niterói, Petrópolis e no Porto.  Confira abaixo a programação nas 9 Estações – Territórios e participe. 

Direito ao Corpo na Cidade  defende amplificar o Direito às diversidades de Corpos bem como a criação de outras cartografias e cultivar a micropolítica que começa nos Corpos atingidos desde as prisões invisibilizadas da cidade até as populações que ocupam e vivem espaços próximos à natureza ameaçada pela megacidade.

Nosso encontro propõe a circularidade, levando questões surgidas de um debate à outros durante todo o período de realização e sucessão das mesas com convidados e parceiros progressistas e protetivos, que a cada dia demonstram o interesse por movimentar e deslocar diálogos, e veem a necessidade de cuidado para atrair conhecimentos diversos.

O convite é para experimentarmos o Corpo. Serão aceitas propostas e inscrições para Mesas, Vivências e chamadas para o Corpo nos espaços públicos e Ações Expandidas propostas.

As inscrições para as Ações Expandidas – manifestos, performances, exposições (imagens, charges e fotografias), videoarte, curtas e vivências que visam dialogar com espaços de pedagógicos  -, em conexão direta e composição com as temáticas relacionadas às mesas. Um roteiro estará previamente definido em acordo com a organização do seminário e participantes e convidados do dia ou eventualmente em programação externa as mesas.

O lançamento do evento será às 9h30h – 13h no Salão Nobre da Câmara Municipal e contará com a presença de apoiadores, alguns palestrantes das mesas e convidados às atividades. 

A abertura do evento convida todas e todos para o ciclo de debates, seguidos de encontros e vivências que reúne curadores, instituições públicas, associações, comissões, comitês, fóruns, organizações, movimentos, coletivos, militantes, pesquisadores independentes, ocupações e cidadãos. 

Endereço: Câmara Municipal do Rio de Janeiro – Palácio Pedro Ernesto Praça Floriano, s/nº – Cinelândia – Cep: 20031-050. Tel.: (21) 3814-2121 

Clique e veja como chegar. 

Mesa de boas vindas e Intervenção Artística
9h30 Sensibilização Urbana – Violeta Vilas Boas – IUAV (Veneza); PROURB-UFRJ
Manhã: 10h às 12h Mediador: Glaucio Maciel
AG Adriana – PUC Rio, Celso Sanchez/ Alessandra Nzinga – UNIRIO e Mônica Francisco – Psol
Tarde: 14h às 17h
Denise Alves – Consultora e professora em educação ambiental e sensopercepção – Ipetec/Funcefet e Sérgio Ricardo – Psol e Baía Viva.
 
17h Ei, Mulher – Sob os elementos da natureza na fricção da orixá-mulher que atravessa o tempo, cava e mergulha num entre-lugar da cena-ritual-curativa. A coletiva de mulheres negras em reverência às orixás femininas da mitologia yorubana nos trazem as atrizes Luana Vitor, Luiza Loroza cantam músicas autorais em yorubá, tocam percussão preta, dançam a corporalidade afro-brasileira, recitam poesias periféricas.
19h Movimento Baque Mulher FBV
 

TEMÁTICAS SUGERIDAS:

. Os corpos vivos da natureza e energias naturais.
. O reflorestamento urbano em defesa, proteção e controle das reservas ambientais.
. Corpos ancestrais, Corpos nos ecossistemas e formações de relevo.
. Sobre a lei da biodiversidade, trabalho no campo, na agroecologia e do agronegócio.
. A alimentação como um processo político.
 

Local: Ocupação Manoel Congo

Clique e veja como chegar. 

Horário: 9h30 às 19h
Inscrições aqui.

17h – Abertura e Mesa de Boas Vindas com Vantuil Pereira  Nepp-DH/ UFRJ, Tatiana Roque – PSOL, Annyeli Nascimento Coletivo Articulação Popular, Samuel Lourenço UC/UFRJ, Aline Lima / PACS, Giowana Cambrone / Rio sem Homofobia /FaCha, Daniela Muller Juiza do Trabalho – AJD.   

TEMÁTICAS SUGERIDAS:

. Perdas previdenciárias, a força do capital sobre as necessidades vitais: Corpo como território, o corpo excluído do trabalho na cidade e violências, Resistências Femininas, Assédios e a mulher no mercado do trabalho; A Instituição total no mercado, as economias do Corpo; Remissão de pena nos presídios, Cartografias de mulheres atingidas pela violência na periferia. O impeditivo dos trabalhadores e movimentos sociais às ruas. 

Local:  Edíficio Sisal – Av. Pres. Vargas, 502 / 15o andar – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20071-000

Clique e veja como chegar. 
Horário: às 17h

Inscrições aqui.

Nomes confirmados:
participação especial – Iya Wanda de Omolu – Iyalorixá do Asè Egi Omim

Profa Dra Ana Paula Miranda (PPGA/UFF –INCT/InEAC)
Profa Carolina Rocha Doutoranda IESP/UERJ e pesquisadora ERARIR/LHER-UFRJ
Prof. Dr. César Pinheiro Teixeira (NECVU/UFRJ)
Profa Dra Danieli Machado (DSP/InEAC/UFF)
Dauá Puri Aldeia Maracanã
Msc. Fernando Henrique Cardoso Neves (PPGSD/UFF)

Moderação Coletivo em Silêncio e Laboratório de Direito à Cidade

Temáticas Indicadas da Mesa – O Corpo e o Sagrado
Os corpos ameaçados e a preservação do culto dos ancestrais.
Estado laico e a atividade cristã nas unidades prisionais.
História da religião dos povos afro-ameríndios
Corpo sagrado de ordem mítica.
Mulheres no sacerdócio na religião sobre os direitos a espiritualidade ameaçados.
As forças pentecostais conservadoras.
Entre a arte e as filosofias religiosas e entidades cósmicas afro-ameríndias orientadas pela ancestralidade, memórias e identidade. Ubuntu como proposta Política.

O Instituto Biomédico fica em frente ao Departamento de Segurança Pública/InEAC da UF.

Local: Rua professor Hernani Mello, em frente ao n°101.

Todos devem se identificar na portaria na portaria do Instituto Biomédico.

Inscrições aqui.

Nomes Confirmados:
10h-13h Klarissa Almeida Silva Platero, Vanessa Ribeiro Rodrigues, Andrea Chiesorin Nunes, Juliana Lopes, Francine De Souza Dias

14h-17h Cleber Gonçalves Pacheco, Sandra Gurgel, Dauá Puri e Mestre Paulão Kikongo.

18h00 Monica Cunha Cunha, Paula Gorini Oliveira, Marcia Feijo

TEMÁTICAS SUGERIDAS:

. A evasão escolar e sistemas punitivos escolares,
. O corpo do docente e a ausência de conhecimento sobre o corpo e suas cognições,
. O corpo e o movimento como tecnologia social e políticas de acessibilidade.
. O Degase com educação, saúde e cultura.
. O corpo da criança e o corpo afro-ameríndio na escola privada e publica;
. Estudos populares avançados em dança e a manutenção das línguas ritualísticas

Local: R. José Higino, 115 – Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 20510-130 – 21 32380352

Clique e veja como chegar. 

Horário: 10h-13h, 14h-17h, 18h-21h

Inscrições aqui.

Nomes confirmados:
Prof. Dr. Cunca Bocayuva (NEPP-DH e RI/UFRJ)
Juiza do TJRJ Titular Cristiana Cordeiro –  7a Vara Criminal de Nova Iguaçu e Mesquita e mestranda ENSP/Fiocruz
Profa Dra Klarissa Almeida Silva Platero (DSP/InEAC/UFF)
Prof. Dr. Lenin dos Santos Pires (DSP/InEAC/UFF)
Prof. Dr. Pedro Heitor Barros Geraldo (DSP/InEAC/UFF)
Moderação:
Profa Dra Izabel Saenger Nuñez (DSP/InEAC/UFF)
 

TEMÁTICAS SUGERIDAS:

. A misoginia no Golpe e militares subversivos.
. O aumento do encarceramento feminino e a violência do projeto das UPPs.
. Feminicídios, homicídios, desmilitarização das polícias, a segurança através do olhar de mulheres.
. A intervenção feminina em programas educacionais contra os estigmas e a ideologia bélica.
. A segurança pública, a  mulher, políticas sensíveis nos espaços de violência, o PL municipal 787/2018 e onde estão os corpos e Cartografia dos espaços em segurança máxima nas cidades.
. Multidões e movimentos sociais feministas no mundo.

Local: AUDITÓRIO BLOCO O da UFF – Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, , 2º andar, Campus do Gragoatá – São Domingos –NiteróiRJ

Horário: 18h

Inscrições aqui.

Participantes confirmados: Adriana Penatti André Barros Danielle Barata, Helia Borges, Isabel Coelho Christiane Zeitoune, Marcos Besserman Viana, Martinho Silva, Laura Maul Luciana Boiteux, Rita De Cassia Vasconcelos da Costa Tania Alice Rodrigo Simas. 

TEMÁTICAS SUGERIDAS:

. A contra hegemonia do cuidado; outros cuidados, o profissional do cuidado, o Direito à morte e o aborto.
. Redução de danos e a Descriminalização das drogas, Canabbis Medicinal,
. Desmedicalização, a dependência e a liberação do tabaco e o álcool 
. A relação da cura pela abstinência e a cura obrigatória de condutas/crenças religiosas.

Local: R. Leopoldo Bulhões, 1480 – Manguinhos, Rio de Janeiro – RJ, 21041-210 

Clique e veja como chegar.

Horário: 9h as 16h
Inscrições aqui.

Participantes confirmados: Ana Karenina Riehl, Luis Antonio dos Santos Baptista, Paula Kossatz  Tamara Egler, Shirley Muryel e Ana Carolina Fernandes.

TEMÁTICAS SUGERIDAS:

. Violências culturais, midiáticas e internacionais e no Hemisfério Sul.
. Operação Condor, espionagem internacional.
. Robôs, Cyber-ataques.
. A comunicação de Cidades, movimentos, territórios.
. Mídia corporativa, mídia alternativa e midiativismos. 
. Corpo Mídia e as contaminações.

Local: Colégio Brasileiro de Altos Estudos – CBAE – Av. Rui Barbosa, 762 – Flamengo, Rio de Janeiro
Horário: 14h às 21h
Inscrições aqui.

 

Nomes confirmados:
ABERTURA Mesa da Manhã 
9h30 Sensibilização Urbana – saída da UERJ e caminhada até a Aldeia Rexiste Maracanã com Lucas Sargentelli e Lais Castro 
10h na Aldeia Maracanã
11h30 retorno da Aldeia para UERJ 

14h
Veronica Diaz UERJ
Companhia Folclórica do Rio – UFRJ – UFRJ 
Lucas Sargentelli UERJ e PPGAV UFRJ
Iara Oliveira Oliveira 
Rachel Barros – Fase Rio
Anita Loureiro de Oliveira – DEGEO-IM/PPGGEO-UFRRJ

18h – 20h30 
Ines e Marcello Deodoro
Guilherme Braga Alves
Giowana Cambrone Araujo 
Fabiola Fafá Cordeiro UERJ 

TEMÁTICAS SUGERIDAS:

. Movimentos sociais X Cidades Eventos. 

. As UPPs sociais e as remoções durante a Copa e Olimpíadas.
. Corpos em trânsito e a mobilidade impeditiva da população
. O Corpo urbano,  Corpos cis e trans, Corpos removidos
. A cidade sitiada e partida. O desmonte cultural X ocupações culturais,
. Ataques da segurança da cidade contra a população. A cidade privada X ocupações. 

Local: (auditório a confirmar) R. São Francisco Xavier, 524 – Maracanã, Rio de Janeiro – RJ, 20550-010- UERJ

Clique e veja como chegar.
Horário: 9h às 21h

Inscrições aqui.

Clique e veja como chegar.

Mesa de Abertura 14h as 17h
Abertura com os representantes da UFRJ e Universidade da Cidadania e Núcleo de Estudos de Políticas Públicas em Direitos Humanos (NEPP-DH/UFRJ) 
Vantuil Pereira
Dra. Roberta Ribeiro
Ieda Tucherman
Gustavo Simi 
Carolina Rocha

Mesa 18h às 20h30
Fernanda Curcio 
Nadine Borges 
Catia Antonia Silva
Moura Moura
Vera Vital Brasil e Ana Bursztyn-miranda do Coletivo RJ Memória, Verdade e Justiça e Ocupa Dops 
Encerramento As Iyagbás no Rio de Janeiro 

TEMÁTICAS SUGERIDAS:

. A Memória e a Identidade como proteção e defesa de lutas, multidões, movimentos sociais e territórios latino-americanos.
. O corpo que a história nunca defendeu: oprimido, radical, ancestral, e subalterno;
. A afirmação da brutalização da vida narrada pela história das prisões no hemisfério sul;
. Onde estão as comissões da verdade e por que dos desmontes de anistias Latino Americanas?
. As invasões atuais, contemporâneas, a força dos corpos subversivos, mestiçados afro-ameríndio.

Local: Auditório Pedro Calmon – Av. Pasteur, 250, 2º andar, acesso pela ECO, Praia Vermelha.
Rio de Janeiro
Clique e veja como chegar.
Horário: 14h às 21h

Inscrições aqui.

ATIVIDADES

MESAS & AÇÕES EXPANDIDAS

Propomos defendermos o corpo como centralidade às pesquisas e ações em favor de novas perspectivas, pedagogias contemporâneas de inclusões, e através de experiências voltadas à dinamização de lugares, resistências, memórias e lutas identitárias.

A programação culmina em outubro e novembro com ações dentro da programação do Festival Panorama e organizadas nos espaços públicos determinados pelos participantes de ciclos e vivências do seminário.

BAÚ POÉTICO

Instalação ARTÍSTICA com cartas, contos, poemas, palavras escritas ou desenhadas, às mulheres de dentro e fora de unidades prisionais, que transformam cartas em memórias afetivas. Conheça esse projeto e venha fazer parte.

MEMÓRIAS & EXTENSÕES CORPÓREAS

Exercícios de convivência, sensibilização, troca e aperfeiçoamento entre os participantes, entre nossos distintos e complementares conhecimentos e práticas.

NAS LINHAS DO CORPO

Programa de oficinas artístico pedagógicas de acessibilidade cultural exclusivamente para mulheres atingidas pelas marcas da violência do Estado, o sistema criminal e de justiça.

ARTES EXPANDIDAS

Desejamos experimentar  outras formas de vida em composição por intervenções aliadas aos desvios que arte é capaz.

Nosso olhar pela produção do corpo em estado de presença é atualizado pelas atenções da sensível dimensão estética.

O trabalho se desenvolve numa ação performática onde a artista utiliza um vestido branco que tem a extensão de 40 metros.  “Mandei fazer um vestido. Seda com algodão que desliza na pele . Eu sou grande e ele é grande (ele é maior) Meu rabo virou de sereia. De mulher grande. E ele me engole com sede de cheiro de gente. (..) . Cristiane Souza, artista-pesquisadora 

A performance se dará no  lançamento do evento às 9h30h – 13h no Salão Nobre da Câmara Municipal

Endereço: Câmara Municipal do Rio de Janeiro – Palácio Pedro Ernesto Praça Floriano, s/nº – Cinelândia – Cep: 20031-050. Tel.: (21) 3814-2121 

Clique e veja como chegar. 

9h30 Sensibilização Urbana – Violeta Vilas Boas– IUAV (Veneza); PROURB-UFRJ 

17h Ei, Mulher – Sob os elementos da natureza na fricção da orixá-mulher que atravessa o tempo, cava e mergulha num entre-lugar da cena-ritual-curativa. A coletiva de mulheres negras em reverência às orixás femininas da mitologia yorubana nos trazem as atrizes Luana VitorLuiza Lorozacantam músicas autorais em yorubá, tocam percussão preta, dançam a corporalidade afro-brasileira, recitam poesias periféricas. 
19h Movimento Baque Mulher FBV

Local: Ocupação Manoel Congo

Clique e veja como chegar. 

Artistas: Danilo D’Alma, Sheila Finger, Daniel Mattos, Ricardo Muralha, Paula Maracajá

Museu do Amanhã
Horário: 12H

Toda quinta feira (17h30 – 20h30) 

Local: R. José Higino, 115 – Tijuca, Rio de Janeiro – RJ, 20510-130 – 21 32380352

Clique e veja como chegar. 

Horário: 17h30 às 20h30 
Inscrições aqui

30 ANOS DE PESQUISA COM CORTEJO, COCO, REISADO, CIRANDAS,  JONGO E MUITO MAIS DANÇA E FESTA 

UERJ – 7o Andar

Veja a samambaia

Release: Apresentação cênica que fala sobre a atenção com a cidade e sua população, e as escolhas do poder público em ver/não ver. Utilizando a metáfora da planta associada ao conceito de fractal, o texto relata aspectos da diversidade cultural presente nas iniciativas que se desenvolveram em alguns territórios da cidade do Rio de Janeiro, evidenciadas em 2015 durante a orientação dos projetos do Prêmio de Ações Locais. Em contraposição aos grandes eventos, destaca-se a potência das invenções invisíveis construídas nas comunidades urbanas. O trabalho físico busca tensionar o senso comum na relação entre significados, entonações e movimentação corporal.

Texto e interpretação: Veronica Diaz.

Local: Teatro Municipal de Niterói

Clique e veja como chegar. 

Em reverência a memória africana na America Latina.

DOE

AJUDE NOSSOS PROJETOS SE TORNAREM REALIDADE

Nosso projetos necessitam de doações, seja financeira ou em produtos e serviços. Clique no botão abaixo e saiba como você pode nos ajudar. Faça parte da nossa teia de amigos e colaboradores.

REALIZAÇÃO

APOIO